quinta-feira, 14 de março de 2013

Património Cultural em Imagem (XLII)


O espaço era tão acanhado que não dava para imagem perfeita e abrangente. Deu para ver uma parte do painel lindíssimo que o mestre Júlio Resende dedicou à glória de Vila do Conde. Esteve, desde 1965, no vestíbulo da casa do antigo Posto de Saúde da Caixa de Previdência que ficava  na Avenida Figueiredo de Faria, a pouca distância  da Estação de Caminho de Ferro. A obra de Arte, vitimada pela indiferença e pelo descuido, sofreu degradação, ano após ano. Pairava a ameaça de perda irreparável sobre a beleza  tranquila das cores suaves que davam o encanto do retrato de Vila do Conde marítima e fluvial, terra de monumentos, fábricas, escolas, barcos, mercancia, operários e rendilheiras. Em boa hora, a Câmara Municipal mandou retirar os azulejos para, algum dia, recolocar o painel em lugar condigno.

Sem comentários:

Enviar um comentário